Salto alto

O salto alto é um item essencial para muitas mulheres, mas nem todas imaginam o quanto esse calçado feminino é carregado de conceito e a importância disso para as tendências da moda internacional.
Atualmente os sapatos femininos de salto alto, sejam eles sandálias, espadrilhe, scarpins, botas e peep toes, são associados a elegância e transmitem esse valor para quem os usa. Mas em outras épocas, o salto alto tinha todo um contexto social que lhe dava significado. Os sapatos em si nasceram já em civilizações antigas, com o objetivo de proteger os pés mas sem a preocupação com o visual dessas peças. Já na Grécia Antiga os sapatos ganharam status de posição social, fruto das peças de Ésquilo, que fazia os atores usarem saltos que indicavam seu papel na sociedade.

No Egito dos faraós, os saltos altos conquistaram a sensualidade, pois as mulheres de camadas sociais ricas passaram a adornar seus calçados com pedras preciosas. Outro ponto importante na história do salto alto foi na Idade Média, onde as cortes europeias frequentemente experimentavam audácias com sapatos, como saltos de 40 cm. Com certeza essas práticas contribuíram para a identificação do salto alto com a elegância e sensualidade. Com o passar do tempo, a moda mudou em todo o mundo, mas o salto alto soube se adaptar as novas exigências. Se antes ele era um item exclusivo para o uso de mulheres, hoje é também paixão das meninas e adolescentes, o que se reflete em cores mais vibrantes e um look mais descontraído.

Publicidade - LAMG

Existem diversos sapatos em oferta hoje em dia, o que deixa mais fácil encontrar a opção ideal para cada pé. Quem gosta de acompanhar a moda, não pode perder as coleções de marcas como Antonielle, Barth Shoes, Zara e Biondini, que têm saltos altos para agradar todos os gostos.


Publicidade – LAMG